O que é controle de estoque?

O que é controle de estoque?

O controle de estoque é um processo fundamental para qualquer empresa, dos mais diversos setores. Essa atividade vai muito além de gerenciar o que entra e sai da companhia, já que é necessário organizar o fluxo de produção para que tudo saia perfeito, garantindo a satisfação do cliente. Na maioria das empresas, a gestão do estoque é feita, basicamente, com uma lista de tarefas. Porém, esse controle precisa estar presente no seu planejamento estratégico, já que é um trabalho fundamental e que influencia diretamente no capital de giro. Saiba mais sobre controle de estoque e como fazer.

Afinal, o que é controle de estoque?

Basicamente, o controle de estoque é uma tarefa que une a parte prática de gerenciar a entrada e saída de materiais, com uma visão estratégica para que os processos sejam feitos de forma sincronizada, sem erros, do início da produção até chegar ao cliente final. Um dos grandes objetivos deste trabalho é manter todos os setores envolvidos cientes da situação e de cada item, para que entendam sua disponibilidade e/ou necessidade de reposição.

Um bom gerenciamento de estoque, além de melhorar o funcionamento da empresa, evita vários problemas, como:

  • Falta de produtos ou ruptura de estoque;
  • Estocagem desnecessária;
  • Uso exagerado do espaço;
  • Danificação dos produtos;
  • Mercadorias fora do prazo de validade.

Leia nosso texto sobre Supply Chain

Qual a importância do controle de estoque para as empresas?

Essa é a principal ferramenta para que a companhia possa acompanhar as entradas e saídas, por isso é tão importante. Além disso, ela ganha um caráter ainda fundamental para as pequenas empresas, já que, na sua maioria, precisam tomar cuidados com as finanças.

E, claro, para as demais, ajuda a melhorar a margem de lucro e o lucro, já que evita gastos e custos adicionais por problemas de gestão. Confira alguns benefícios:

  • Integração com a equipe financeira;
  • Otimização de espaço;
  • Redução de desperdícios;
  • Evitar problemas em sequência.

Os tipos de controle de estoque

Há várias formas de gerenciar o estoque de uma empresa. Como essa atividade é muito importante, é essencial que a companhia possua um time ou uma pessoa de confiança e responsável para assumir esse papel. Dito isso, vamos aos tipos.

Primeiro que entra, primeiro que sai (PEPS)

Um dos métodos mais comuns é o PEPS, que tem um nome que já se explica. Ele é muito usado na indústria de produtos perecíveis, como os alimentos. Já que, normalmente, o primeiro que chegou tem um prazo de validade menor que os últimos.

Último a entrar, primeiro a sair (UEPS)

O UEPS funciona da forma exatamente ao contrário da utilizada no PEPS. Nesse caso, a gestão foca na saída dos itens que acabaram de entrar no estoque, já que costumam ser mais caros do que os que já estão no armazém.

Just in Time

O Just in Time (No tempo certo, em português), é um modelo recomendado para a manutenção de um estoque mínimo. Ele é ideal para as empresas que querem reduzir ao máximo o seu custo com o armazenamento de mercadorias.

Curva ABC

A Curva ABC é um dos métodos que mais se destaca, já que a gestão leva em consideração o giro, faturamento e lucratividade. Usando esses quesitos, os produtos são elencados em três categorias.

  • Tipo A: 20% dos produtos e 80% do valor do estoque;
  • Tipo B: 30% dos produtos e 15% do valor do estoque;
  • Tipo C: 50% dos produtos e 5% do valor do estoque.

Esse modelo tem um ótimo benefício, que é melhorar o seu conhecimento sobre o estoque e a relevância dos produtos.

Giro de estoque

O controle por giro de estoque é usado para identificar e calcular o desempenho da empresa, identificando o fluxo das mercadorias em um determinado período. Para calculá-lo é preciso avaliar a capacidade de armazenagem e saída dos produtos, fazendo a divisão do total de vendas pelo volume médio do estoque. Por exemplo, se a empresa armazena 5 mil celulares simultaneamente e vende 100 mil ao ano, o cálculo é: 20 giros anuais a cada 18 dias, em média.

Ciclo PDCA

O ciclo PDCA é baseado em quatro processos: Plan (planejar), Do (fazer), Check (verificar), Act (agir). Ele é focado no operacional e resolução de problemas. Confira o passo a passo a seguir:

  •     Identificar o processo que causa problema e precisa ser otimizado;
  •     Mapear as causas do problema;
  •     Traçar planos de ação para solucionar as causas do problema;
  •     Colocar os planos de ação em prática;
  •     Verificar se houve a resolução se o problema.

Leia nosso texto sobre logística

Como fazer o controle de estoque?

Conhecendo os métodos que apresentamos no tópico anterior, você pode encontrar a melhor forma de fazer o seu controle de estoque. Porém, é preciso que se tenha, no mínimo, um pouco de organização, independentemente do modelo escolhido. Por isso, confira alguns passos importantes:

  • Organização do espaço;
  • Planejamento de quantidades mínimas e máximas para cada produto;
  • Criação de uma boa rede de parceiros comerciais para atender aos prazos de acordo com a previsão de demandas.

Os tipos de estoque

Para dar um conhecimento total sobre o controle de estoque, é preciso conhecer também alguns tipos de armazenamento que existem. Assim, você entende melhor sobre o assunto e consegue organizar o seu fluxo de acordo com a necessidade.

  • Estoque de proteção: ele é o mais usado e impede que uma loja fique sem as mercadorias para não atender o cliente. Funciona com os produtos de maior saída tendo mais estoque e os de menor saída com menos;
  • Estoque de ciclo: é usado para empresas com muita rotatividade interna de produtos, muito comum na indústria;
  • Estoque de antecipação: é quando as empresas se preparam para grandes datas, como Natal, Dia das Mães, Dia dos Namorados, entre outras;
  • Estoque de canal: se refere aos produtos que estão em trânsito. Afinal, isso também entra no seu trabalho de gestão.

Como foi possível ver, o trabalho de controle de estoque influência em todo o desempenho da empresa. Por isso, observe bem os detalhes apontados no artigo e ajuste tudo para que a sua companhia faça uma ótima gestão das mercadorias.

O registro também protege a marca contra tentativas de roubo, fraudes ou uso indevido.

Solicite o seu registro de marca

A MARCA REGISTRADA GERA LUCRO À SUA EMPRESA!

A marca registrada é adicionada na contagem da mensuração do valor da empresa, aumentando o valor percebido perante investidores e valor final das ações, aplicações e vendas.

Fale com nossos especialistas
Register Logos

Inicie seu registro agora. É fácil e seguro

Transformamos um procedimento burocrático em uma experiência satisfatória.

É aqui que você vai ter tranquilidade e acompanhamento do início ao fim.

Nosso serviço é para todas as pessoas que possuem uma marca própria, seja você pessoa física ou jurídica, grande ou individual.

Nossas Redes Sociais

Nossos embaixadores de marca

Next

Mais de 26 mil seguidores no Instagram!

O que é controle de estoque?

O que é controle de estoque?

O controle de estoque é um processo fundamental para qualquer empresa, dos mais diversos setores. Essa atividade vai muito além de gerenciar o que entra e sai da companhia, já que é necessário organizar o fluxo de produção para que tudo saia perfeito, garantindo a satisfação do cliente. Na maioria das empresas, a gestão do estoque é feita, basicamente, com uma lista de tarefas. Porém, esse controle precisa estar presente no seu planejamento estratégico, já que é um trabalho fundamental e que influencia diretamente no capital de giro. Saiba mais sobre controle de estoque e como fazer.

Afinal, o que é controle de estoque?

Basicamente, o controle de estoque é uma tarefa que une a parte prática de gerenciar a entrada e saída de materiais, com uma visão estratégica para que os processos sejam feitos de forma sincronizada, sem erros, do início da produção até chegar ao cliente final. Um dos grandes objetivos deste trabalho é manter todos os setores envolvidos cientes da situação e de cada item, para que entendam sua disponibilidade e/ou necessidade de reposição.

Um bom gerenciamento de estoque, além de melhorar o funcionamento da empresa, evita vários problemas, como:

  • Falta de produtos ou ruptura de estoque;
  • Estocagem desnecessária;
  • Uso exagerado do espaço;
  • Danificação dos produtos;
  • Mercadorias fora do prazo de validade.

Leia nosso texto sobre Supply Chain

Qual a importância do controle de estoque para as empresas?

Essa é a principal ferramenta para que a companhia possa acompanhar as entradas e saídas, por isso é tão importante. Além disso, ela ganha um caráter ainda fundamental para as pequenas empresas, já que, na sua maioria, precisam tomar cuidados com as finanças.

E, claro, para as demais, ajuda a melhorar a margem de lucro e o lucro, já que evita gastos e custos adicionais por problemas de gestão. Confira alguns benefícios:

  • Integração com a equipe financeira;
  • Otimização de espaço;
  • Redução de desperdícios;
  • Evitar problemas em sequência.

Os tipos de controle de estoque

Há várias formas de gerenciar o estoque de uma empresa. Como essa atividade é muito importante, é essencial que a companhia possua um time ou uma pessoa de confiança e responsável para assumir esse papel. Dito isso, vamos aos tipos.

Primeiro que entra, primeiro que sai (PEPS)

Um dos métodos mais comuns é o PEPS, que tem um nome que já se explica. Ele é muito usado na indústria de produtos perecíveis, como os alimentos. Já que, normalmente, o primeiro que chegou tem um prazo de validade menor que os últimos.

Último a entrar, primeiro a sair (UEPS)

O UEPS funciona da forma exatamente ao contrário da utilizada no PEPS. Nesse caso, a gestão foca na saída dos itens que acabaram de entrar no estoque, já que costumam ser mais caros do que os que já estão no armazém.

Just in Time

O Just in Time (No tempo certo, em português), é um modelo recomendado para a manutenção de um estoque mínimo. Ele é ideal para as empresas que querem reduzir ao máximo o seu custo com o armazenamento de mercadorias.

Curva ABC

A Curva ABC é um dos métodos que mais se destaca, já que a gestão leva em consideração o giro, faturamento e lucratividade. Usando esses quesitos, os produtos são elencados em três categorias.

  • Tipo A: 20% dos produtos e 80% do valor do estoque;
  • Tipo B: 30% dos produtos e 15% do valor do estoque;
  • Tipo C: 50% dos produtos e 5% do valor do estoque.

Esse modelo tem um ótimo benefício, que é melhorar o seu conhecimento sobre o estoque e a relevância dos produtos.

Giro de estoque

O controle por giro de estoque é usado para identificar e calcular o desempenho da empresa, identificando o fluxo das mercadorias em um determinado período. Para calculá-lo é preciso avaliar a capacidade de armazenagem e saída dos produtos, fazendo a divisão do total de vendas pelo volume médio do estoque. Por exemplo, se a empresa armazena 5 mil celulares simultaneamente e vende 100 mil ao ano, o cálculo é: 20 giros anuais a cada 18 dias, em média.

Ciclo PDCA

O ciclo PDCA é baseado em quatro processos: Plan (planejar), Do (fazer), Check (verificar), Act (agir). Ele é focado no operacional e resolução de problemas. Confira o passo a passo a seguir:

  •     Identificar o processo que causa problema e precisa ser otimizado;
  •     Mapear as causas do problema;
  •     Traçar planos de ação para solucionar as causas do problema;
  •     Colocar os planos de ação em prática;
  •     Verificar se houve a resolução se o problema.

Leia nosso texto sobre logística

Como fazer o controle de estoque?

Conhecendo os métodos que apresentamos no tópico anterior, você pode encontrar a melhor forma de fazer o seu controle de estoque. Porém, é preciso que se tenha, no mínimo, um pouco de organização, independentemente do modelo escolhido. Por isso, confira alguns passos importantes:

  • Organização do espaço;
  • Planejamento de quantidades mínimas e máximas para cada produto;
  • Criação de uma boa rede de parceiros comerciais para atender aos prazos de acordo com a previsão de demandas.

Os tipos de estoque

Para dar um conhecimento total sobre o controle de estoque, é preciso conhecer também alguns tipos de armazenamento que existem. Assim, você entende melhor sobre o assunto e consegue organizar o seu fluxo de acordo com a necessidade.

  • Estoque de proteção: ele é o mais usado e impede que uma loja fique sem as mercadorias para não atender o cliente. Funciona com os produtos de maior saída tendo mais estoque e os de menor saída com menos;
  • Estoque de ciclo: é usado para empresas com muita rotatividade interna de produtos, muito comum na indústria;
  • Estoque de antecipação: é quando as empresas se preparam para grandes datas, como Natal, Dia das Mães, Dia dos Namorados, entre outras;
  • Estoque de canal: se refere aos produtos que estão em trânsito. Afinal, isso também entra no seu trabalho de gestão.

Como foi possível ver, o trabalho de controle de estoque influência em todo o desempenho da empresa. Por isso, observe bem os detalhes apontados no artigo e ajuste tudo para que a sua companhia faça uma ótima gestão das mercadorias.

Register Logos

Inicie seu registro agora. É fácil e seguro

Transformamos um procedimento burocrático em uma experiência satisfatória.

É aqui que você vai ter tranquilidade e acompanhamento do início ao fim.

Nosso serviço é para todas as pessoas que possuem uma marca própria, seja você pessoa física ou jurídica, grande ou individual.

A MARCA REGISTRADA GERA LUCRO À SUA EMPRESA!

A marca registrada é adicionada na contagem da mensuração do valor da empresa, aumentando o valor percebido perante investidores e valor final das ações, aplicações e vendas.

Fale com nossos especialistas

Nossos embaixadores de marca

Next

Mais de 26 mil seguidores no Instagram!