Nosso Blog

Descubra sobre sua Marca

Registro de marca x domínio: qual a diferença e como fazer?

Registro de marca x domínio: qual a diferença e como fazer?

Uma das etapas mais importantes e marcantes da concepção de uma empresa é a escolha do nome que ela levará. Sendo considerado um divisor de águas, é a partir desse passo que muitos outros têm início, como é o caso do registro de domínio e do registro de marca - ambos fundamentais para a proteção de um negócio.

Mas se engana quem acha que os dois registros são equivalentes. Na verdade, eles protegem coisas diferentes e, por isso, é necessário registrar tanto uma marca, quanto um domínio. Quer saber como fazê-los? Então confira abaixo! 

 

O que é o registro de domínio e como fazê-lo

Domínio é o nome dado para endereços eletrônicos, ou seja, para sites da internet. Sendo assim, o registro de domínio é quando um empresário ou pessoa física adquire os direitos de uso de um endereço eletrônico. 

Atualmente, a necessidade de ter um site é indiscutível, já que a presença digital das marcas na internet é extremamente relevante para os consumidores. Sendo assim, ao escolher o nome da sua empresa, um dos primeiros passos é verificar se ele pode ser registrado em um endereço eletrônico. 

Para isso, é preciso acessar o site registro.br, responsável pelas atividades de registro e manutenção dos nomes de domínios que usam o “.br”, e verificar a disponibilidade do endereço eletrônico que você deseja registrar - a pesquisa é gratuita. 

Se o domínio estiver disponível, basta clicar em “registrar”, preencher os dados necessários e pagar a taxa anual de R$ 40,00. Apesar de simples, esse processo é fundamental para proteger a identidade da empresa no meio digital. 

 

O que é o registro de marca e como fazê-lo

Um pouco mais complexo e bem mais demorado do que o registro de domínio, o registro de marca é de extrema importância, pois protege a marca de possíveis fraudes e da concorrência desleal em âmbito nacional, garantindo seu uso exclusivo dentro e fora da internet.

Esse registro deve ser feito junto ao INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), órgão responsável por regulamentar a Lei de Propriedade Industrial no Brasil. Para isso, porém, é preciso passar por diversas etapas. 

A primeira delas, assim como no caso dos domínios, é verificar a disponibilidade da marca para registro. Isso porque se uma marca com o mesmo nome e do mesmo segmento já existir, não será possível registrá-la. Chamada de “busca prévia”, você pode realizá-la por meio de uma ferramenta do INPI

Se a marca estiver disponível, o empresário deve dar entrada no pedido de registro. Porém, é importante ressaltar que esse é um processo burocrático que não se resolve em apenas um clique, como no caso do registro de domínio. 

Justamente por isso é necessário que o requerente tenha um amplo conhecimento sobre a Lei de Propriedade Industrial, sendo o mais indicado contar com uma ajuda especializada de uma empresa experiente em registro de marcas, como a Move On

Optando por esse tipo de serviço, o proprietário da empresa garante que vai passar por todas as fases do registro de marcas de forma tranquila e eficaz, evitando possíveis entraves ao longo do processo. Clique e confira os preços oferecidos. 

Lembres-se que registrar uma marca é fundamental não apenas para protegê-la perante à Lei e garantir todos os direitos sobre ela, mas também para gerar lucro e credibilidade ao seu negócio

Então, agora você já sabe: assim que decidir o nome da sua empresa, não deixe de protegê-la e realize, o mais breve possível, o registro de domínio e o registro de marca. Preserve seu patrimônio!