Registro de logomarca: quais são os requisitos para faze-lo?

Registro de logomarca: quais são os requisitos para faze-lo? Registro de logomarca: quais são os requisitos para faze-lo?

Se você quer proteger o nome ou logotipo do seu negócio, a melhor opção é solicitar um registro de logomarca no INPI. Ele garante exclusividade do uso da marca em todo o território nacional. Explicamos quais são os requisitos para esse registro.

A marca é o patrimônio imaterial mais valioso de uma empresa. Ela garante uso exclusivo do nome e do logotipo, protegendo contra cópias e concorrência desleal.

Para ter essa segurança, porém, não basta apenas estar inscrito na Junta Comercial do seu estado. É necessário solicitar um registro de logomarca no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), que irá analisar a legitimidade da sua solicitação.

Os pontos que mencionaremos a seguir não garantem que o seu pedido será aprovado, mas com certeza são importantes para que ele não seja indeferido. Confira os requisitos para fazer um registro de marca: 


Exercer atividade lícita e efetiva

Tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem realizar um registro de marca, contanto que comprovem o exercício de atividade lícita e efetiva na área na qual desejam realizar o registro.

Essa comprovação pode ser feita pelo órgão regulamentador da atividade (como sindicatos), no caso de pessoa física, ou pelo CNAE em que foi cadastrada a empresa, no caso de pessoa jurídica.


Diferenciar-se de outras marcas

Esse é um ponto muito importante para esclarecermos. Para fazer registro de logomarca, o seu nome ou logotipo precisam ser originais, ou seja, não podem ser parecidos com os de concorrentes ou outras marcas do ramo. 

A Lei da Propriedade Industrial entende que isso pode induzir o consumidor ao erro, confundindo o seu produto ou serviço com o de outra empresa que já registrou a marca anteriormente.

A restrição, porém, só existe para marcas do mesmo ramo de atuação. É possível registrar um nome parecido se as empresas forem de setores diferentes, sem competirem entre si no mercado, como por exemplo, uma loja de alimentos e uma marca de sapatos.

Não conter palavras e símbolos proibidos por lei

Não é qualquer termo que pode ser registrado como logomarca. A Lei da Propriedade Industrial explicita que, para ser passível de registro, o nome ou logotipo devem respeitar os seguintes requisitos:

  • Não fazer referência a símbolos de cunho oficial;
  • Não utilizar letras, algarismos e data, isoladamente, salvo quando revestidos de forma distinta (estilizados para diferenciar-se);
  • Não utilizar termo genérico, comum ou descritivo (como os adjetivos);
  • Não utilizar o nome de cores e suas denominações;
  • Não utilizar indicação geográfica;
  • Slogans ou expressões de uso exclusivamente publicitário.

Preencher o formulário e pagar as taxas corretamente

Ao dar início ao pedido de registro de logomarca no INPI, há uma série de passos até que o seu registro possa ser considerado. O primeiro deles é pagar a GRU com a taxa federal cobrada para abrir o processo.

Feito o pagamento, o empreendedor precisa preencher um formulário com as informações da empresa e da marca a ser registrada.

O processo pode durar meses e precisa ser acompanhado pelo requerente, caso o INPI solicite novas informações e documentos complementares, além de ficar de olho em possíveis oposições de terceiros.

No final do processo, caso o pedido seja deferido, o titular da marca ainda precisa pagar a taxa de concessão, que cobre também a emissão do certificado de “propriedade” da marca. O direito de uso exclusivo é válido por 10 anos, renovável por igual período indefinidamente. 

Conheça melhor o processo de registro de marca neste texto do blog.

Para garantir mais chances de ter o seu pedido de registro de logomarca aprovado, nossa dica é contratar uma empresa de registro de marca. Assim, você conta com a ajuda de especialistas em registro de marca que já conhecem o processo e os seus requisitos.

Move On é uma empresa de registro de marca com preço competitivo e excelência em serviço. Entre em contato.

A MARCA REGISTRADA GERA LUCRO À SUA EMPRESA!

A marca registrada é adicionada na contagem da mensuração do valor da empresa, aumentando o valor percebido perante investidores e valor final das ações, aplicações e vendas.

Fale com nossos especialistas
Register Logos

Inicie seu registro agora. É fácil e seguro

Transformamos um procedimento burocrático em uma experiência satisfatória.

É aqui que você vai ter tranquilidade e acompanhamento do início ao fim.

Nosso serviço é para todas as pessoas que possuem uma marca própria, seja você pessoa física ou jurídica, grande ou individual.

Nossas Redes Sociais

Nossos embaixadores de marca

Next

Mais de 26 mil seguidores no Instagram!

Registro de logomarca: quais são os requisitos para faze-lo?

Registro de logomarca: quais são os requisitos para faze-lo? Registro de logomarca: quais são os requisitos para faze-lo?

Se você quer proteger o nome ou logotipo do seu negócio, a melhor opção é solicitar um registro de logomarca no INPI. Ele garante exclusividade do uso da marca em todo o território nacional. Explicamos quais são os requisitos para esse registro.

A marca é o patrimônio imaterial mais valioso de uma empresa. Ela garante uso exclusivo do nome e do logotipo, protegendo contra cópias e concorrência desleal.

Para ter essa segurança, porém, não basta apenas estar inscrito na Junta Comercial do seu estado. É necessário solicitar um registro de logomarca no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), que irá analisar a legitimidade da sua solicitação.

Os pontos que mencionaremos a seguir não garantem que o seu pedido será aprovado, mas com certeza são importantes para que ele não seja indeferido. Confira os requisitos para fazer um registro de marca: 


Exercer atividade lícita e efetiva

Tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem realizar um registro de marca, contanto que comprovem o exercício de atividade lícita e efetiva na área na qual desejam realizar o registro.

Essa comprovação pode ser feita pelo órgão regulamentador da atividade (como sindicatos), no caso de pessoa física, ou pelo CNAE em que foi cadastrada a empresa, no caso de pessoa jurídica.


Diferenciar-se de outras marcas

Esse é um ponto muito importante para esclarecermos. Para fazer registro de logomarca, o seu nome ou logotipo precisam ser originais, ou seja, não podem ser parecidos com os de concorrentes ou outras marcas do ramo. 

A Lei da Propriedade Industrial entende que isso pode induzir o consumidor ao erro, confundindo o seu produto ou serviço com o de outra empresa que já registrou a marca anteriormente.

A restrição, porém, só existe para marcas do mesmo ramo de atuação. É possível registrar um nome parecido se as empresas forem de setores diferentes, sem competirem entre si no mercado, como por exemplo, uma loja de alimentos e uma marca de sapatos.

Não conter palavras e símbolos proibidos por lei

Não é qualquer termo que pode ser registrado como logomarca. A Lei da Propriedade Industrial explicita que, para ser passível de registro, o nome ou logotipo devem respeitar os seguintes requisitos:

  • Não fazer referência a símbolos de cunho oficial;
  • Não utilizar letras, algarismos e data, isoladamente, salvo quando revestidos de forma distinta (estilizados para diferenciar-se);
  • Não utilizar termo genérico, comum ou descritivo (como os adjetivos);
  • Não utilizar o nome de cores e suas denominações;
  • Não utilizar indicação geográfica;
  • Slogans ou expressões de uso exclusivamente publicitário.

Preencher o formulário e pagar as taxas corretamente

Ao dar início ao pedido de registro de logomarca no INPI, há uma série de passos até que o seu registro possa ser considerado. O primeiro deles é pagar a GRU com a taxa federal cobrada para abrir o processo.

Feito o pagamento, o empreendedor precisa preencher um formulário com as informações da empresa e da marca a ser registrada.

O processo pode durar meses e precisa ser acompanhado pelo requerente, caso o INPI solicite novas informações e documentos complementares, além de ficar de olho em possíveis oposições de terceiros.

No final do processo, caso o pedido seja deferido, o titular da marca ainda precisa pagar a taxa de concessão, que cobre também a emissão do certificado de “propriedade” da marca. O direito de uso exclusivo é válido por 10 anos, renovável por igual período indefinidamente. 

Conheça melhor o processo de registro de marca neste texto do blog.

Para garantir mais chances de ter o seu pedido de registro de logomarca aprovado, nossa dica é contratar uma empresa de registro de marca. Assim, você conta com a ajuda de especialistas em registro de marca que já conhecem o processo e os seus requisitos.

Move On é uma empresa de registro de marca com preço competitivo e excelência em serviço. Entre em contato.

Register Logos

Inicie seu registro agora. É fácil e seguro

Transformamos um procedimento burocrático em uma experiência satisfatória.

É aqui que você vai ter tranquilidade e acompanhamento do início ao fim.

Nosso serviço é para todas as pessoas que possuem uma marca própria, seja você pessoa física ou jurídica, grande ou individual.

A MARCA REGISTRADA GERA LUCRO À SUA EMPRESA!

A marca registrada é adicionada na contagem da mensuração do valor da empresa, aumentando o valor percebido perante investidores e valor final das ações, aplicações e vendas.

Fale com nossos especialistas

Nossos embaixadores de marca

Next

Mais de 26 mil seguidores no Instagram!