Nosso Blog

Descubra sobre sua Marca

Planejamento estratégico: o que é e como criar um?

Planejamento estratégico: o que é e como criar um?

Toda empresa precisa de um planejamento estratégico. Esse processo é fundamental para vários entendimentos sobre o setor, objetivos, entre outros. Saber criar esse plano pode ser aquilo que você precisa para atingir o sucesso. Saiba mais sobre o planejamento estratégico e monte o ideal para sua empresa.

 

O que é planejamento estratégico?

O planejamento estratégico é, basicamente, um plano que serve como guia e orienta as empresas na hora de tomar as decisões a curto, médio e longo prazo. Essa organização serve para dar suporte, com dados e estratégias, para que a empresa possa crescer e atingir os objetivos.

 

O processo de produção de um planejamento estratégico deve envolver todos os níveis e equipes da empresa, já que ele vai avaliar e, provavelmente, modificar a estrutura do negócio.

 

O planejamento estratégico é para pequenas empresas?

É muito comum pensar que o planejamento estratégico é voltado somente para as médias e grandes empresas. Mas isso não é verdade. É fundamental que qualquer empreendimento tenha um projeto, independentemente do segmento e do tamanho.

 

No caso de quem está começando, das pequenas empresas, como ME e EPP, é ainda mais importante, já que o planejamento contribui para estabelecer metas e possibilitar o crescimento ao longo dos anos.

Os benefícios de um planejamento estratégico

Criar um planejamento estratégico traz diversos benefícios para a sua empresa. Confira alguns deles:

 

Facilita a comunicação

 

Toda a equipe sabe a melhor forma de se comunicar, pois as estratégias já foram definidas de forma clara e objetiva. Assim, todos sabem atuar da maneira correta para atingir os resultados estipulados.

 

Planejamento de investimentos

 

Com um bom planejamento, é possível prever os investimentos a serem feitos. Além disso, evita que você tome alguma atitude por impulso e que pode acabar sendo prejudicial para o seu negócio.

 

Protege contra as mudanças do mercado

 

Com mudanças cada vez mais comuns no mercado, a sua empresa precisa estar atenta ao que pode ocorrer. Fazendo um planejamento estratégico, é possível criar cenários futuros e possíveis soluções para os imprevistos.

 

Ajuda na tomada de decisão

 

Como já foi dito, o planejamento estratégico traz dados e informações para embasar as suas decisões para o futuro da empresa. Isso evita movimentos errados e facilita na atuação de forma mais assertiva. E, caso ocorram erros, o planejamento contribui para que os danos sejam menores.

 

Torna-se uma vantagem competitiva

 

É muito comum que as empresas iniciem suas operações sem qualquer planejamento. Dessa forma, as empresas que se planejam conseguem sair na frente, já que estão bem mais preparadas para qualquer eventualidade.

 

Como fazer um planejamento estratégico?

 

Para que você desenvolva o seu planejamento estratégico de forma eficaz, é importante seguir alguns passos. Confira:

 

Diagnóstico

O diagnóstico é importante para que você entenda o contexto da empresa. Isso facilita a alcançar os objetivos e definir próximas metas. Para isso, é preciso fazer um processo chamado de análise SWOT, sigla para Strengths, Weakness, Opportunities e Threats, que podemos traduzir como forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.

 

É preciso reunir as diferentes equipes para analisar esses fatores internos e externos, que são essenciais para fazer a sua SWOT, o diagnóstico da empresa.

 

Identidade da empresa

Missão, visão, valores são elementos essenciais para serem informados tanto ao público interno quanto externo. Eles devem estar aliados também ao seu modelo de negócios, documento que norteia o passo a passo da empresa. 

 

Em termos gerais, a missão é a razão da empresa existir; a visão é o que a empresa deseja se tornar; e os valores são os princípios que guiam a cultura geral da empresa. Esses tópicos servem para fechar contratos, contratar empregados e lançar produtos. Se a empresa mudar esses pontos, é preciso que todos se adequem a eles.

 

Lembrando que essa filosofia é importante e deve ser seguida por todos os colaboradores, pois ela vai orientar a tomada de decisões da empresa.

 

Metas e objetivos

É a hora de definir os seus objetivos, metas e onde você quer chegar, que pode ser feito usando os indicadores de desempenho, os KPI’s. Defina números gerais e também focados em cada área ou departamento da sua empresa. Isso ajuda a dividir trabalhos e cada um sabe o que precisa ser feito.

 

Outra boa dica é determinar metas básicas, médias e agressivas. Assim, você consegue medir o andamento da empresa e controlar as expectativas. E, além disso, evite colocar metas muito fora da realidade para evitar frustrações desnecessárias.

 

Plano de ação

Depois de montar a primeira parte do plano com todas as estratégias mais “racionais”, é a hora de definir o que será feito para atingir as metas. Como você já planejou tudo, elenque quais são as suas prioridades a serem alcançadas, com cronograma e quem serão os responsáveis por essas etapas.

 

Monitoramento e análise

A última etapa, mas não menos importante, é o monitoramento e análise. Defina um período a ser revisto o plano, para que todos possam se reunir e apresentar os resultados. Além disso, ao analisar os resultados é possível saber se o plano será mantido, modificado completamente ou ajustado.

 

Principais erros ao montar um planejamento estratégico

Mesmo com as dicas, é normal que ocorram erros ao montar um planejamento estratégico. Por isso, fique atento aos possíveis problemas que podem surgir.

 

  • Problemas na definição dos objetivos da empresa;
  • Falta de análise dos cenários;
  • Poucas informações para a tomada de decisão;
  • Foco nas iniciativas menos importantes;
  • Não incluir toda a equipe no planejamento;
  • Falha na comunicação do planejamento estratégico;
  • Falta de monitoramento do planejamento.

 

Com todas essas dicas, você já pode montar um excelente planejamento estratégico para abrir a sua empresa ou dar um novo viés a ela. Tente seguir as etapas para que tudo possa ser feito com a maior fidelidade à realidade do negócio. Dessa forma, são maiores as chances de um bom resultado ao final de tudo.

 

Mas antes de encerrar, não esqueça de outra etapa importante em um planejamento: registro de marca. Esse processo é feito junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e evita que ela seja usada de forma ilegal por terceiros, dando mais segurança ao seu negócio. 

 

Nesses casos, para evitar entraves com o INPI, é muito importante contar com os serviços de uma empresa especializada. A Move On gerencia e cuida de toda a burocracia do registro de marca de uma maneira eficiente. Entre em contato e saiba tudo o que é preciso para registrar sua marca.