Logística reversa: o que é, exemplos e vantagens para o negócio Logística reversa: o que é, exemplos e vantagens para o negócio

A logística reversa costumava ser uma área negligenciada. No entanto, as pressões atuais do mercado, como o varejo online e as expectativas dos clientes, estão aumentando a atenção sobre essa área da supply chain. Para se manterem competitivas (e até lucrativas), é crucial que as empresas realizem inovações nesta área e se adaptem às mudanças nas demandas do mercado. E qualquer pessoa envolvida em gerenciamento ou empreendedorismo pode se beneficiar ao se familiarizar com a logística reversa. Continue lendo para entender mais sobre este tema e saber como incorporá-lo no seu negócio.

O que é logística reversa e para que serve?

A logística reversa, como o próprio nome já diz, cuida do que retorna para dentro da cadeia de suprimentos. Ela pode abranger desde mercadorias devolvidas, até descarte interno ou reciclagem de materiais de embalagem e produtos antigos.

A definição completa de logística reversa, de acordo com o The Council of Logistics Management, é o processo de implementação, controle e planejamento do fluxo econômico de produtos acabados, matérias-primas e estoque em processo. O fluxo é do ponto de consumo (ou seja, o cliente) até o ponto de origem (ou seja, o fabricante), para descarte adequado ou recaptura de valor. Incluído nesta definição está qualquer remanufatura ou reforma de bens de produção.

Os tipos  mais comuns de logística reversa 

  • Devolução de mercadorias pelos clientes

  • Devolução de mercadorias não vendidas por parceiros de distribuição devido aos termos do contrato

  • Reutilização de embalagens

  • Reforma de mercadorias

  • Reparos e manutenção conforme contratos de garantia

  • Refabricação de mercadorias a partir de itens devolvidos ou defeituosos

  • Venda de mercadorias para um mercado secundário em resposta a devoluções ou excesso de estoque

  • Reciclagem e eliminação de produtos em fim de vida

A dinâmica de mercado atual, com taxas de retorno de clientes mais altas e necessidade de reciclagem e reutilização de materiais e mercadorias, está aumentando a ocorrência da logística reversa.

Quais as vantagens de adotar logística reversa no seu negócio?

Processos logísticos eficazes contêm diversos benefícios que podem fornecer valor e ganhos materiais para a maioria das empresas.

A logística reversa pode fornecer dados valiosos sobre o produto

Um dos maiores benefícios de um processo de logística reversa eficaz é que ele pode fornecer às organizações dados valiosos sobre os produtos. Isso é crucial para a correção de problemas existentes que possam estar causando a devolução de produtos.

Processos de logística reversa bem planejados e completamente implementados são capazes de coletar facilmente dados sobre o motivo das devoluções do cliente, bem como outros dados úteis, como padrões comuns de produtos e vida útil.

Potencial para redução de perdas e receita Adicional

O gerenciamento adequado e simplificado de bens e materiais que retornam à cadeia de suprimentos pode resultar em perdas reduzidas e receita adicional.

Por exemplo, políticas de devolução personalizadas e tratamento de devoluções sem erros podem economizar em perdas relacionadas a devoluções. No topo disso, ainda há o fato de que o manuseio e a distribuição adequados de mercadorias devolvidas podem resultar em fontes adicionais de receita e perdas reduzidas para o negócio.

Essa receita adicional pode ser obtida com a reforma, reparo e reciclagem de mercadorias ou com a venda de produtos ou materiais devolvidos.

Custos reduzidos

Os processos de logística reversa simplificados também permitem reduções em diversas áreas de custos, que incluem:

  • Custos de armazenamento

  • Custos de transporte/devolução para entrega e devoluções 

  • Devolução de mão de obra, incluindo processamento, reconciliação de crédito, suporte técnico e gerenciamento de fornecedores

  • Custos associados a devoluções fraudulentas

Esses custos de logística reversa geralmente se espalham por várias seções da cadeia de suprimentos, fazendo com que não sejam abordados e minimizados, pois nenhum departamento ou pessoa é diretamente responsável por eles.

Ao desenvolver um processo de logística reversa eficiente, as empresas podem não apenas reduzir esses custos, mas também rastreá-los e analisá-los com mais precisão.

Quais as etapas da logística reversa

O fluxo de logística reversa é bem diferente do fluxo da logística “tradicional”. Os expedidores geralmente não iniciam a atividade de logística reversa como resultado do planejamento e da tomada de decisões por parte da empresa, mas sim em resposta às ações dos consumidores ou membros internos da equipe. 

Enquanto no processo de logística “tradicional” o consumidor é o ponto final da jornada, na logística reversa ele é o ponto inicial. 

Quando ocorrer uma devolução, o produto devolvido será coletado (de diversas formas) e enviado ao centro de distribuição. Ao mesmo tempo, idealmente as informações relevantes sobre a descrição do item devolvido, condição de devolução e informações do cliente devem ser transferidas para o centro de processamento de devolução. Infelizmente, dado o estado atual do status quo da logística reversa, esse processo de captura de informações raramente ocorre ou costuma ser impreciso. 

Sim, existe a possibilidade de usar um processo de autorização de gerenciamento de devoluções (RMA) para capturar dados e rastrear tudo, mas ainda assim, isso pode começar com uma simples interação na loja no ponto de devolução. Está tudo muito sujeito às nuances de cada cliente, suas preferências e onde os clientes optam por devolver um item.

Dicas para implementar um processo de logística reversa

1. Escolha o melhor sistema de envio

Este é o primeiro passo para não apenas otimizar, mas simplesmente evitar ao máximo os retornos. Embora seja mais do que normal receber devoluções, quando isso acontece devido a um problema de envio, como atrasos, itens quebrados, etc., algo na cadeia está falhando.

Será que a empresa de transporte não é profissional o suficiente e está causando problemas de envio? Reflita sobre isso e escolha a melhor opção de transportadora.

2. Escolha uma embalagem adequada para seu produto

Todos nós já sabemos a importância da embalagem para os negócios online. Ele representa sua marca e é a primeira interação física que seu cliente tem com sua empresa. No entanto, às vezes parecemos esquecer o objetivo número um da embalagem: proteger os itens durante o transporte. Isso varia de acordo com os diferentes tipos de sistemas logísticos.

Escolha uma embalagem que garanta que o seu produto vai chegar intacto na casa do cliente.

3. Descubra por que os produtos são devolvidos

Como mencionamos anteriormente, o primeiro passo para otimizar a logística reversa é reduzir devoluções desnecessárias. Para isso, recomendamos primeiro descobrir por que os produtos estão sendo devolvidos.

Se os correios e a embalagem não forem o problema, investigue mais:

  • Você involuntariamente definiu expectativas irreais sobre seus produtos?

  • Você fala sobre o acabamento e os materiais de seus produtos na página do produto?

  • Você fornece imagens de alta qualidade?

  • Suas guias de tamanho estão corretas?

  • Seus produtos passam por rigorosos controles de qualidade?

4. Logística reversa ecologicamente correta

O empreendedorismo sustentável está cada vez mais em alta, e a logística reversa pode auxiliar sua empresa nesse sentido.

Isso porque ela pode ser utilizada como parte das suas estratégias de sustentabilidade, além de agregar valor ao seu negócio e clientes. Promova essas mudanças e implemente atividades como:

  • Recuperar produtos que estejam em boas condições e possam ser revendidos

  • Transformar itens danificados em novos produtos ou materiais reutilizados

  • Envolver-se no descarte responsável ou reciclagem de produtos “resíduos”

Isso reduzirá os custos de produção e provisão para sua loja online, tornando-a mais sustentável e mais atraente para investidores e clientes.

A MARCA REGISTRADA GERA LUCRO À SUA EMPRESA!

A marca registrada é adicionada na contagem da mensuração do valor da empresa, aumentando o valor percebido perante investidores e valor final das ações, aplicações e vendas.

Fale com nossos especialistas
Register Logos

Nossas Redes Sociais

Leia também

    Nossos embaixadores de marca

    Next

    Mais de 50 mil seguidores no Instagram!

    Logística reversa: o que é, exemplos e vantagens para o negócio

    Logística reversa: o que é, exemplos e vantagens para o negócio Logística reversa: o que é, exemplos e vantagens para o negócio

    A logística reversa costumava ser uma área negligenciada. No entanto, as pressões atuais do mercado, como o varejo online e as expectativas dos clientes, estão aumentando a atenção sobre essa área da supply chain. Para se manterem competitivas (e até lucrativas), é crucial que as empresas realizem inovações nesta área e se adaptem às mudanças nas demandas do mercado. E qualquer pessoa envolvida em gerenciamento ou empreendedorismo pode se beneficiar ao se familiarizar com a logística reversa. Continue lendo para entender mais sobre este tema e saber como incorporá-lo no seu negócio.

    O que é logística reversa e para que serve?

    A logística reversa, como o próprio nome já diz, cuida do que retorna para dentro da cadeia de suprimentos. Ela pode abranger desde mercadorias devolvidas, até descarte interno ou reciclagem de materiais de embalagem e produtos antigos.

    A definição completa de logística reversa, de acordo com o The Council of Logistics Management, é o processo de implementação, controle e planejamento do fluxo econômico de produtos acabados, matérias-primas e estoque em processo. O fluxo é do ponto de consumo (ou seja, o cliente) até o ponto de origem (ou seja, o fabricante), para descarte adequado ou recaptura de valor. Incluído nesta definição está qualquer remanufatura ou reforma de bens de produção.

    Os tipos  mais comuns de logística reversa 

    • Devolução de mercadorias pelos clientes

    • Devolução de mercadorias não vendidas por parceiros de distribuição devido aos termos do contrato

    • Reutilização de embalagens

    • Reforma de mercadorias

    • Reparos e manutenção conforme contratos de garantia

    • Refabricação de mercadorias a partir de itens devolvidos ou defeituosos

    • Venda de mercadorias para um mercado secundário em resposta a devoluções ou excesso de estoque

    • Reciclagem e eliminação de produtos em fim de vida

    A dinâmica de mercado atual, com taxas de retorno de clientes mais altas e necessidade de reciclagem e reutilização de materiais e mercadorias, está aumentando a ocorrência da logística reversa.

    Quais as vantagens de adotar logística reversa no seu negócio?

    Processos logísticos eficazes contêm diversos benefícios que podem fornecer valor e ganhos materiais para a maioria das empresas.

    A logística reversa pode fornecer dados valiosos sobre o produto

    Um dos maiores benefícios de um processo de logística reversa eficaz é que ele pode fornecer às organizações dados valiosos sobre os produtos. Isso é crucial para a correção de problemas existentes que possam estar causando a devolução de produtos.

    Processos de logística reversa bem planejados e completamente implementados são capazes de coletar facilmente dados sobre o motivo das devoluções do cliente, bem como outros dados úteis, como padrões comuns de produtos e vida útil.

    Potencial para redução de perdas e receita Adicional

    O gerenciamento adequado e simplificado de bens e materiais que retornam à cadeia de suprimentos pode resultar em perdas reduzidas e receita adicional.

    Por exemplo, políticas de devolução personalizadas e tratamento de devoluções sem erros podem economizar em perdas relacionadas a devoluções. No topo disso, ainda há o fato de que o manuseio e a distribuição adequados de mercadorias devolvidas podem resultar em fontes adicionais de receita e perdas reduzidas para o negócio.

    Essa receita adicional pode ser obtida com a reforma, reparo e reciclagem de mercadorias ou com a venda de produtos ou materiais devolvidos.

    Custos reduzidos

    Os processos de logística reversa simplificados também permitem reduções em diversas áreas de custos, que incluem:

    • Custos de armazenamento

    • Custos de transporte/devolução para entrega e devoluções 

    • Devolução de mão de obra, incluindo processamento, reconciliação de crédito, suporte técnico e gerenciamento de fornecedores

    • Custos associados a devoluções fraudulentas

    Esses custos de logística reversa geralmente se espalham por várias seções da cadeia de suprimentos, fazendo com que não sejam abordados e minimizados, pois nenhum departamento ou pessoa é diretamente responsável por eles.

    Ao desenvolver um processo de logística reversa eficiente, as empresas podem não apenas reduzir esses custos, mas também rastreá-los e analisá-los com mais precisão.

    Quais as etapas da logística reversa

    O fluxo de logística reversa é bem diferente do fluxo da logística “tradicional”. Os expedidores geralmente não iniciam a atividade de logística reversa como resultado do planejamento e da tomada de decisões por parte da empresa, mas sim em resposta às ações dos consumidores ou membros internos da equipe. 

    Enquanto no processo de logística “tradicional” o consumidor é o ponto final da jornada, na logística reversa ele é o ponto inicial. 

    Quando ocorrer uma devolução, o produto devolvido será coletado (de diversas formas) e enviado ao centro de distribuição. Ao mesmo tempo, idealmente as informações relevantes sobre a descrição do item devolvido, condição de devolução e informações do cliente devem ser transferidas para o centro de processamento de devolução. Infelizmente, dado o estado atual do status quo da logística reversa, esse processo de captura de informações raramente ocorre ou costuma ser impreciso. 

    Sim, existe a possibilidade de usar um processo de autorização de gerenciamento de devoluções (RMA) para capturar dados e rastrear tudo, mas ainda assim, isso pode começar com uma simples interação na loja no ponto de devolução. Está tudo muito sujeito às nuances de cada cliente, suas preferências e onde os clientes optam por devolver um item.

    Dicas para implementar um processo de logística reversa

    1. Escolha o melhor sistema de envio

    Este é o primeiro passo para não apenas otimizar, mas simplesmente evitar ao máximo os retornos. Embora seja mais do que normal receber devoluções, quando isso acontece devido a um problema de envio, como atrasos, itens quebrados, etc., algo na cadeia está falhando.

    Será que a empresa de transporte não é profissional o suficiente e está causando problemas de envio? Reflita sobre isso e escolha a melhor opção de transportadora.

    2. Escolha uma embalagem adequada para seu produto

    Todos nós já sabemos a importância da embalagem para os negócios online. Ele representa sua marca e é a primeira interação física que seu cliente tem com sua empresa. No entanto, às vezes parecemos esquecer o objetivo número um da embalagem: proteger os itens durante o transporte. Isso varia de acordo com os diferentes tipos de sistemas logísticos.

    Escolha uma embalagem que garanta que o seu produto vai chegar intacto na casa do cliente.

    3. Descubra por que os produtos são devolvidos

    Como mencionamos anteriormente, o primeiro passo para otimizar a logística reversa é reduzir devoluções desnecessárias. Para isso, recomendamos primeiro descobrir por que os produtos estão sendo devolvidos.

    Se os correios e a embalagem não forem o problema, investigue mais:

    • Você involuntariamente definiu expectativas irreais sobre seus produtos?

    • Você fala sobre o acabamento e os materiais de seus produtos na página do produto?

    • Você fornece imagens de alta qualidade?

    • Suas guias de tamanho estão corretas?

    • Seus produtos passam por rigorosos controles de qualidade?

    4. Logística reversa ecologicamente correta

    O empreendedorismo sustentável está cada vez mais em alta, e a logística reversa pode auxiliar sua empresa nesse sentido.

    Isso porque ela pode ser utilizada como parte das suas estratégias de sustentabilidade, além de agregar valor ao seu negócio e clientes. Promova essas mudanças e implemente atividades como:

    • Recuperar produtos que estejam em boas condições e possam ser revendidos

    • Transformar itens danificados em novos produtos ou materiais reutilizados

    • Envolver-se no descarte responsável ou reciclagem de produtos “resíduos”

    Isso reduzirá os custos de produção e provisão para sua loja online, tornando-a mais sustentável e mais atraente para investidores e clientes.

    Register Logos

    A MARCA REGISTRADA GERA LUCRO À SUA EMPRESA!

    A marca registrada é adicionada na contagem da mensuração do valor da empresa, aumentando o valor percebido perante investidores e valor final das ações, aplicações e vendas.

    Fale com nossos especialistas

    Nossos embaixadores de marca

    Next

    Mais de 50 mil seguidores no Instagram!