Nosso Blog

Descubra sobre sua Marca

Branding: o que é? Saiba mais sobre a gestão de marcas

Branding: o que é? Saiba mais sobre a gestão de marcas

 

Não é novidade para nenhum empresário que o mercado está cada vez mais competitivo. Para sair na frente não basta apenas ter um diferencial: é preciso também valores e um propósito. Além de serem fundamentais para guiarem todas as ações de uma empresa, eles também fazem parte do trabalho de gestão de uma marca, que é conhecido como branding.

Ao contrário do que se imagina, essa estratégia que vem sendo trabalhada pelas maiores empresas do mundo há anos não funciona apenas para grandes corporações. É possível trabalhar a gestão de marcas em pequenos e médios negócios, mas lembrando sempre que esse é um processo um pouco complexo e que não traz resultados imediatos. 

Por isso, se você quer entender um pouco mais sobre o conceito de branding e como usufruir dos benefícios das suas ações durante toda a existência da sua marca, confira abaixo tudo o que você precisa saber para que a sua empresa não seja só mais uma no mercado!

 

O que é branding

Branding é, basicamente, uma forma de gerir as estratégias de marca de uma determinada empresa. Seu objetivo é criar conexões conscientes e inconscientes e despertar sensações que farão com que os consumidores escolham aquela determinada marca no momento de decisão da compra de um produto ou serviço. 

Para que isso aconteça, porém, é necessário que a marca seja planejada, estruturada, gerida e promovida - processos fundamentais para um trabalho de branding. Esses esforços na gestão de marcas geram reputação e até mesmo a redução de investimentos em publicidade a longo prazo. 

Isso porque, quando as ações de branding são aplicadas de maneira eficiente, elas contribuem para a construção da percepção do consumidor em relação à empresa de forma positiva. Quando você ouve a frase “just do it”, por exemplo, já imagina corredores fitness com tênis de corridas da Nike, não é mesmo? Branding é exatamente isso!

O slogan da marca de calçados não é forte apenas porque vem de uma grande empresa, mas também porque desperta sensações e conexões em cada consumidor, provando que um bom trabalho de branding não apenas melhora a reputação da marca diante do público, mas também potencializa sua visibilidade e aumenta sua relevância no mercado.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Ana Couto Branding, 67% dos consumidores estão mais dispostos a comprar um produto de uma marca que tenha alguma conexão ou propósito em comum com eles e, inclusive, se dispõem a gastarem mais por isso. Isso mostra que ter uma marca com personalidade é a chave para a aquisição e fidelização dos clientes.

 

Como fazer um trabalho de branding 

Sim, branding é o conjunto de ações alinhadas ao posicionamento, propósito e valores de uma marca, mas como construir tudo isso? Essa pode parecer uma missão difícil, especialmente para pequenos e médios empresários, mas é possível criar estratégias e aplicá-las de uma forma simples. Confira abaixo os passos fundamentais para uma boa gestão de marca.

 

  • Construa sua identidade visual

Os elementos visuais de uma marca auxiliam na diferenciação dos seus concorrentes e na memorização da sua marca por parte dos consumidores. Por isso, o ideal é contratar um designer e alinhar junto a ele um logotipo adequado, além da sua tipografia, paleta de cores e unidade de estilo que serão usados pela sua marca. Mas, se você não pode pagar por um profissional agora, algumas ferramentas online como Canva e Logomkr podem te ajudar!

 

  • Construa também a personalidade da marca

Se a sua marca fosse uma pessoa, quem ela seria? Como ela seria? Quais adjetivos ela teria? Essas perguntas ajudam a traçar uma espécie de personalidade da sua marca, o que facilita a identificação de potenciais clientes e ainda estabelece a forma como sua empresa irá se posicionar diante de diversas questões. 

 

  • Adeque seu tom de voz 

Depois de entender a personalidade da marca, é preciso também adequá-la ao tom de voz utilizado pela empresa. Vale entender como é a linguagem da marca, se ela é mais descontraída ou mais formal ou se é jovem ou adulta, por exemplo. Uma dica é pesquisar quais são os termos utilizados pelos seus clientes e adotar os que fazem sentido para o seu negócio.

 

  • Trace um propósito e acredite nele

Em um momento onde posicionamentos e convicções estão cada vez mais fortes, ter um propósito e acreditar nele faz toda a diferença. Nesse passo, é importante voltar ao passado e lembrar como e por qual motivo a sua empresa foi criada. O que você queria transformar quando criou o seu negócio? Por que sua marca precisa existir?

 

  • Divulgue e construa a marca nos canais de comunicação mais adequados

A internet é hoje um dos principais elos entre empresas e consumidores, mas são diversas as opções de canais (como Facebook, WhatsApp e outras redes). Sua empresa não precisa, necessariamente, estar em todos eles, mas sim nos que tem um papel estratégico para as suas vendas. Por isso, se possível, faça perguntas ao seus clientes para descobrir quais plataformas eles mais usam e concentre os esforços onde pode dar mais resultados.                    

 

Por que branding e marca não são a mesma coisa

Apesar da tradução literal de branding ser “marca”, o conceito não é o mesmo aplicado à palavra em português. Isso porque, segundo o INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), marca é um sinal distintivo cujas funções principais são identificar a origem e distinguir produtos ou serviços de outros idênticos, semelhantes ou afins de origem diversa.

A marca funciona como um elo de uma empresa com os seus clientes. É também o patrimônio imaterial de uma empresa, podendo trazer várias vantagens financeiras, já que é contabilizada na determinação do valor de um negócio, inclusive aumentando-o perante investidores no preço de ações e aplicações, caso seja registrada.

Além disso, a marca registrada também traz lucros na comercialização de seus produtos e serviços por meio do valor agregado, se for associada a diversos atributos positivos gerados pelo branding, inclusive. Por isso, não perca seus esforços na gestão da sua marca e garanta sua proteção através do registro de marca no INPI